pt
frenesitdeplnlruid

O guia definitivo para criar um plano de negócios de A a Z sem gastar nada

show table of contents

Um documento de referência para quem quiser iniciar um empreendimento empresarial, o plano de negócios permitir-lhe-á lançar as bases do seu projecto. Estratégia, plano financeiro, construção, vamos tratar de tudo hoje. Por isso, vamos aguardar em 🎢 e obter o máximo de informação possível. Quando se trata de fazer preparação a montante, muitas vezes sentimo-nos um pouco preguiçosos. Um plano de negócios, parece complicado, parece longo de fazer e especialmente pouco divertido. Mas fique connosco e prometemos simplificar todas as noções para que se aproxime deste grande passo com um olhar completamente novo 👁️. Bónus: fará um plano de negócios gratuito. Sim, não precisará de gastar dinheiro nisto.

O plano de negócios, o que é ?

Se decidir embarcar na grande aventura do empreendedorismo, é um passo fundamental pelo qual terá de passar. Em primeiro lugar, vamos definir o que é um plano de negócios para que possamos compreender para que será utilizado e depois, especialmente, como utilizá-lo. Será capaz de fazer diferentes planos de negócios de acordo com os seus projectos.

Para uma definição clara e precisa, um plano de negócios é um documento que visa dar o máximo de informação sobre o seu projecto a um decisor. É imperativo responder a estas diferentes questões para que o plano de negócios seja nugget 🍪 :

  • Qual é o seu produto?
  • Quem são os concorrentes no mercado?
  • Quem é a pessoa por detrás do produto?
  • Qual é o seu mercado-alvo 🎯?
  • Quais vão ser as principais etapas do seu projecto?
  • Qual é o seu orçamento previsto?
  • Como irá comunicar sobre a sua oferta?
  • O que prevê como o seu retorno do investimento?
  • Que software irá utilizar?
  • Que canais irá utilizar para promover o seu produto?
  • Qual é o valor acrescentado da oferta?

É verdade que começa a fazer muitas perguntas mas, verá que se o fizer nos mais pequenos detalhes 🧅, a sua estratégia só funcionará melhor mais tarde. Claro que não pode fazer um plano de negócios de qualquer maneira, existe uma estrutura a respeitar, pontos a abordar à medida que lê o documento, para que possamos compreender todas as questões relacionadas com a sua solução. O plano de negócios é importante para determinar a viabilidade de um projecto.

A estrutura do plano de negócios

Nesta secção, vamos ver como iniciar um plano de negócios. Terá de o estruturar como mencionámos um pouco antes 👆 neste artigo. Por isso, vai precisar:

  • O resumo.
  • Uma apresentação da sua equipa e de si próprio.
  • Uma descrição do seu projecto.
  • Uma estimativa do seu orçamento.
  • Um estudo de mercado.
  • A estratégia que irá implementar.
  • Os elementos da sua organização.

Iremos, portanto, concentrar-nos em cada um dos pontos que acabámos de mencionar.

O resumo

Impossível saltar esta etapa ❌ é o que dará todas as linhas principais do seu projecto, os pontos-chave para quem as lerá. É nestas linhas que atrairá ou não o decisor, por isso é melhor não falhar. Certifique-se de que dá todos os elementos que os levam a querer animar o seu projecto. Como terá compreendido, a introdução é o resumo ou “resumo executivo”, que não deve exceder duas páginas. Nestas duas páginas, o decisor deve compreender o que é o seu projecto e o que está em jogo.

Apresentação da equipa

Esta é a parte em que destacará as suas competências e as da sua equipa se as tiver. Tire o tempo necessário para o fazer bem, destacando o conhecimento de cada pessoa e a sua complementaridade. Se estiver sozinho, isto não é de modo algum um problema.

Faça como se estivesse a apresentar o seu CV, os seus antecedentes, as suas experiências, tudo o que o fez chegar lá.

Apresentação do projecto

Na secção “apresentação do projecto”, falará sobre a própria ideia. Esta é a apresentação da sua actividade. Explicar-lhe-á porque é que esta ideia lhe surgiu, porque é que quer vender este produto em vez de outro. Falará sobre as suas diferentes motivações para a realização deste projecto e os seus objectivos que gostaria de alcançar por um período definido. Realce os pontos fortes 💡 do projecto e o que potencialmente se destaca da concorrência.

A estimativa orçamental

Na estimativa orçamental 💰, terá de falar novamente sobre o seu produto ou serviço para saber por quanto o irá vender. Que tipo de venda irá escolher? Venda única? Assinatura? Versão Freemium? Terá de explicar numa linguagem simples as características do seu produto e porque o vende a este preço.

Modelo de negócio

A seguir vem o que chamamos o “modelo de negócio”. Se não souber o que é, explicar-lhe-emos agora. O modelo de negócio está no coração ❤️ do seu plano de negócios, é um elemento chave. Faz parte das suas projecções financeiras. Esta parte fundamental do plano de negócios deverá permitir-lhe compreender como vai ter lucro, ganhar dinheiro. Também lhe permitirá fazer um balanço do que a concorrência está a oferecer, fazer um balanço provisório, o plano de fluxo de caixa, assim como a sua tabela de financiamento. É graças a esta tabela que terá de decidir se quer fazer :

  • O baixo custo.
  • Uma assinatura.
  • O topo de gama.
  • De pares a pares.
  • Etc…

Para que um plano de negócios seja validado ✅, a etapa do modelo de negócio é uma etapa obrigatória. Ajudá-lo-á a colocar todas as hipóteses do seu lado, a apreender os custos e a amortizar as suas despesas e a conhecer a sua possível rentabilidade. Além disso, deve saber que um modelo de negócio pode ser auto-suficiente, uma vez que irá apresentar sinteticamente o seu projecto aos seus diferentes parceiros. Agora que compreende as apostas deste modelo de negócio, mostrar-lhe-emos como ele pode ser.

business-model-template

Pode utilizar exactamente a mesma tabela e responder às perguntas de uma forma concisa e precisa, a fim de dar o máximo de informação possível sobre o seu produto, a sua entrada e saída de dinheiro. O modelo de negócio será sempre apresentado com os seguintes pontos:

  • As actividades chave.
  • Os seus principais parceiros.
  • Os seus recursos chave.
  • A sua proposta de valor.
  • A relação com o cliente.
  • A segmentação de audiências.
  • Os seus canais de aquisição e distribuição.
  • Os seus custos 💰.
  • As receitas.

Assim, tem os pontos principais a completar para o seu plano de financiamento.

Pense no futuro

Mas não é tudo, também deve pensar no capital que irá investir para o início do projecto, no plano de cash flow ao longo de 12 meses, quando será rentável (isto é uma estimativa) e finalmente quando irá reembolsar as suas dívidas (se tiver contraído um empréstimo junto dos bancos).

O estudo de mercado

A presença do estudo de mercado deles no seu plano de negócios permitir-lhe-á saber quais são as diferentes oportunidades que se abrem para si no mercado. Como terá compreendido, este passo também não deve ser negligenciado. Terá de saber se as pessoas estão potencialmente interessadas em investir na sua solução. Muito bem, então como proceder? Iremos primeiro passo a passo.

Encontrar os seus clientes

Uma das primeiras coisas a fazer é talvez tentar criar um questionário. Porque não, mesmo que o consiga fazer muito bem sem passar por este canal. No entanto, se decidir avançar com um questionário, vise as pessoas certas desde o início. Não deixe os seus questionários na sua parede do Facebook e espere que os seus amigos os respondam. Se eles se adequarem à conta, então faça-o, caso contrário, não vale a pena. Realmente não serve.

Pode fazer o targeting no LinkedIn muito bem, é uma grande fonte de leads B2B. Fazer negócios no LinkedIn é uma óptima forma de construir uma base de clientes. Mas não vamos deter-nos nessa parte deste artigo. Em vez disso, sugerimos que leia este excelente artigo sobre como vender no LinkedIn. O que queremos enfatizar aqui é a definição clara e simples da sua persona.

A definição do seu mercado

Nesta secção, terá de deixar claro em que mercado o seu negócio vai crescer. Vai vender a sua oferta localmente ou vai expandir-se para outro território? Tem uma única oferta ou várias? O que vai pôr em prática para fazer evoluir o seu produto? Haverá muitos concorrentes? A concorrência é directa? Indirecta? Ambos? Quem identificou como jogadores? Os seus utilizadores? Precisa de conhecer os seus utilizadores para saber o que há lá fora. Vai estar num nicho de mercado? Ou, pelo contrário, num mercado de massas?

Procura no mercado

Neste estudo de mercado, também vai precisar de saber a dimensão 🍆 do mercado e quanta procura existe para a oferta que gostaria de colocar em prática. Sabe quantas pessoas estão a comprar esse mesmo tipo de solução? Precisa de ver a análise da procura que pode haver neste mercado. Vamos analisar todos os comportamentos possíveis do cliente:

  • Quando compram e onde e para que ocasião compram esta oferta.
  • Procuramos o feedback do cliente sobre estes produtos (podemos encontrá-los no registo do Google por exemplo ou através do Trustpilot) nos sites da concorrência.
  • As acções que podem ser postas em prática para encorajar uma pista de compra.

Não se esqueça que também vai ter de segmentar os diferentes comportamentos dos seus clientes. Isto permitir-lhe-á tomar a decisão de destacar uma característica particular do produto ou serviço, em vez de outra coisa qualquer.

O cerne da questão: a oferta

Um estudo de mercado sem a sua oferta não seria um estudo de mercado. Terá de falar sobre isso nesta secção. Depois de ter analisado o seu concorrente, realce as características da sua oferta:

  • Qual é o seu valor acrescentado?
  • A que preço irá vender a sua solução? Porquê?
  • Como vender 🤑 este produto? Em que canais?

Estrutura PESTEL

pestel-framework

Finalmente, nesta última parte do estudo de mercado, terá de analisar o seu ambiente utilizando o método PESTEL. Este método permite-lhe conhecer os vários elementos que lhe podem ou não ser favoráveis em termos de :

  • Política: precisa de se perguntar se existe tensão no mercado, se existe estabilidade? Qual é a política fiscal?
  • Económica: Qual é a taxa de crescimento da economia? Os consumidores têm confiança?
  • Social: Aqui, perguntamo-nos quais são os valores em torno do produto? Existem algumas tendências que estão a mudar o comportamento de compra?
  • Tecnológico: O sector está a sofrer uma forte evolução tecnológica? Isto é frequente?
  • Ecológico: No seu sector, são tomadas algumas medidas ambientais? Em caso afirmativo, como é isto organizado?
  • Legal ⚖️ : O seu mercado é restrito? Qual é o quadro regulamentar? Qual é a forma jurídica que mais se apresenta?

Estamos a chegar ao fim do estudo de mercado, mas não se preocupe, ainda não acabou. A análise PESTEL permite-lhe fazer um diagnóstico a nível externo, a fim de preparar a sua estratégia. Também pode acoplá-lo com o Swot, o que lhe permitirá fazer um diagnóstico interno, específico para o seu produto.

A estratégia a implementar

Agora, definiu o seu alvo, o seu perfil típico, bem como todos os segmentos de utilizadores que podem comprar a sua solução. Aqui, tentará compreender como comunicar com o seu cliente e qual será a estratégia mais eficaz para colocar o seu produto nas mãos dos seus alvos 🎯. Por isso, como empresário, precisa de adaptar a sua oferta aos seus clientes, parece lógico. Posicione-se com base em todos os dados que tenha conseguido reunir para saber como vai atacar o mercado. Na parte da estratégia, vai ter de decidir como se vai diferenciar dos seus concorrentes:

  • Através de uma estratégia de enfoque: concentra-se apenas num segmento de mercado, um ramo 🌲 que ainda não foi explorado pelos seus concorrentes e, neste caso, oferece uma solução diferenciadora.
  • Com uma estratégia de domínio dos custos: o seu produto será mais barato do que o dos seus concorrentes, uma vez que tentará, tanto quanto possível, reduzir as despesas de lado (por exemplo, alugar um quarto enquanto trabalha a partir de casa).
  • Com uma estratégia de diferenciação: escolha uma característica que o diferenciará dos seus concorrentes e o tornará no valor acrescentado do seu serviço. Tem um produto que é substancialmente semelhante ao de um concorrente? Sim, mas tem X características extra.

Uma vez decidida a sua estratégia, terá de pensar no seu plano de acção que lhe permitirá alcançar os seus objectivos. Além disso, planeie o tempo para analisar as acções que vai implementar. Que feedback espera das suas primeiras acções? O que planeia fazer no caso do seu negócio não arrancar como gostaria? Sim, já deve prever o que vai analisar.

Plano de negócios: Os elementos da sua organização

Agora chegamos à última parte do plano de negócios. Já é muita informação a pôr em prática mas, garantimos-lhe que é para o seu próprio bem. Última parte para elaborar o seu plano: vai descrever os meios de que dispõe para criar a sua solução:

  • Tem uma equipa? Quantas pessoas? Quais são as suas competências?
  • Qual é a sua agenda?
  • Como irá implementar as suas acções ao longo do tempo ⏳?

Que ferramentas para fazer um plano de negócios?

A fim de apresentar o seu plano de negócios a um decisor, há várias ferramentas que pode utilizar. Em primeiro lugar, não precisa de ser um designer para apresentar um plano de negócios. Pode usar o Word se quiser fazer o mínimo. Se quiser submeter um documento mais colorido, com imagens e alguns desenhos ou pictogramas, recomendamos :

  • Canva. Esta é uma das nossas ferramentas favoritas! Tem acesso a um número colossal de imagens e é totalmente gratuito. Evidentemente, pode pagar para que a ferramenta tenha acesso a todas as funcionalidades e imagens da ferramenta. No entanto, as funcionalidades gratuitas já são espantosas 🤩 !

business-plan-canva

  • Google Doc: Até já tem modelos pré-populados, tudo o que tem de fazer é completá-los.
  • Google Slides : Neste link, pode também encontrar mais templates gráficos.

google-slides-business-plan

  • Ilustrador: Se lhe apetecer ser criativo, pode também personalizar completamente o seu plano de negócios usando o Illustrator (o software não é gratuito mas se o tiver, também o pode ajudar).
  • Qualquer outro software de layout online e offline. Se tiver uma paixoneta 💓 numa ferramenta, utilize-o.

Plano de negócios : Exemplo para se especializar em SaaS

Para que possa ter uma ideia em mente 🧠, decidimos mostrar-lhe um modelo de plano de negócios que poderá reutilizar mais tarde, alterando a informação que está relacionada com a sua oferta. Assim, é claro, não terá quaisquer elementos gráficos, uma vez que será apenas texto que poderá então alterar como desejar e não iremos em profundidade, uma vez que tudo é completamente fictício (ou quase). Aqui, decidimos começar com o plano de negócios de uma empresa em fase de arranque especializada em SaaS. Não iremos escrever a introdução ou o resumo.

Sumário executivo

Há cada vez mais utilizadores que gostam das novas tecnologias para automatizar a sua prospecção no LinkedIn. O nosso objectivo é ter uma ferramenta que os ajude e que todos os utilizadores de 18 a 99 anos possam utilizar. Queremos tornar a automatização facilmente acessível a uma vasta gama de utilizadores.

A solução que propomos chama-se Waalaxy e será criada por 4 pessoas: Sr. Dupont, Sr. Durand, Sra. Felix e Sra. Martin (Os Fundadores).

Escolhemos o Linkedin porque é uma base de dados que nos permite prospectar e encontrar compradores. Já realizámos vários testes que provaram ser conclusivos e por isso procuramos: um investidor/financiamento/visibilidade…

Apresentação da equipa

Somos, até à data, uma equipa de 7 pessoas com as seguintes competências:

  • 2 Desenvolvedores.
  • Marketing sénior.
  • Duas pessoas de vendas.
  • Um web designer.
  • Um especialista em hacking de crescimento.

(Claro, não hesite em expandir, nós completamos o mínimo).

Apresentação do projecto

A solução que propomos chama-se Waalaxy 👾 e permite a automatização a todos. Queremos começar com uma solução SaaS.

O problema

Ao recolher as opiniões de vários utilizadores, percebemos que o que o mercado oferecia era difícil de aceder, que precisava de muitos conhecimentos técnicos 🧠 para automatizar a sua prospecção.

A solução

Foi por isso que decidimos tornar a automatização mais fácil com um sistema de orientação através das etapas de prospecção no LinkedIn. A nossa ferramenta irá criar campanhas ou cenários automatizados, imitando o comportamento humano. Naturalmente, estamos atentos às restrições do LinkedIn, e é por isso que faremos com que o Waalaxy imite o comportamento humano para que nenhuma conta seja banida ❌. No início, a solução estará disponível apenas a nível nacional, mas também planeamos expandir para o mercado dos EUA e porque não outros mercados se a nossa evolução for positiva.

Estimativa orçamental

A solução estará disponível com base numa assinatura (promovendo a retenção de clientes). Também estará disponível um chat para ajudar os utilizadores nas suas várias campanhas, razão pela qual preferimos a assinatura. Desta forma, poderemos assegurar o apoio do utilizador. Haverá vários planos, incluindo um plano Freemium para permitir ao utilizador testar a maioria das características da ferramenta. Então ele poderá mudar para outro plano com outras funcionalidades, se assim o desejar.

saas-business-model

Estudo de mercado

O mercado de software está a ir extremamente bem em França. Em 2020, o sector do software irá aumentar 9% em relação a 2019. O volume de negócios será de cerca de 18 mil milhões de euros. De notar que 43% deste volume de negócios é realizado em SaaS. Portanto, era óbvio que estávamos a oferecer uma solução com um mercado que está a crescer fortemente. Para os nossos clientes, visámos recrutadores (facilitando a procura de talentos no LinkedIn), empresários independentes, startups e até empresas.

Estamos particularmente concentrados no B2B. Contudo, isto não nos impedirá de visar o BtoC. Para que possamos responder ao número máximo de pessoas, haverá várias fórmulas de subscrição, dependendo das suas necessidades.

Desenvolveremos a nossa oferta noutros territórios quando tivermos uma boa base de clientes a nível local/nacional. Existem poucos concorrentes a nível nacional, no entanto, muitos concorrentes existem nos Estados Unidos. Quando quisermos implementar lá, teremos de pôr também em prática, um activo, que apelará 💓 aos americanos.

Quando um cliente compra uma solução de prospecção, muitas vezes é através da pesquisa na Internet, por isso faremos publicidade paga para que nos possam encontrar nos resultados da pesquisa. É claro que fazer SEA só terá o propósito de impulsionar a nossa SEO, que se erguerá pouco a pouco mas nos dará uma visibilidade bem ancorada. O nosso produto é portanto utilizado para melhorar a prospecção no LinkedIn graças ao nosso software. Várias subscrições estarão disponíveis para que o utilizador possa escolher o que melhor lhe convier.

Estratégia a ser implementada

A fim de comunicar 📣 tão bem quanto possível com os nossos prospectos e clientes, vamos utilizar também a plataforma com a qual eles vão prospectar: LinkedIn. As redes sociais serão o caminho para mostrarmos que existimos, mas não só. De facto, também chegaremos aos nossos clientes através da publicidade. Também optámos por integrar um suporte apenas no chat. Nenhuma chamada será atendida.

Elementos da organização

Como mencionado anteriormente neste documento, temos uma equipa de 7 pessoas com competências diferentes mas complementares. Encontrar-nos-emos muito para trabalharmos em conjunto no projecto, a fim de chegarmos a acordo sobre os diferentes aspectos da teergonomia, as principais características que precisam de ser desenvolvidas antes das outras. Iremos concentrar-nos em 🧠 numa fase de desenvolvimento intenso de dois meses, enquanto preparamos a estratégia de comunicação em paralelo.

Quando deve ser posto em prática um plano de negócios?

O seu plano de negócios, terá compreendido, é o documento relativo ao seu projecto. Terá feito o seu estudo de mercado, escolhido a forma jurídica da sua empresa e estabelecido os elementos do seu modelo de negócio. Portanto, o plano de negócios resumirá as três acções que já realizou anteriormente. Naturalmente, este documento será redigido antes do lançamento 🚀 do projecto. Podemos estar a repetir-nos, mas lembre-se que mesmo que não tenha a intenção de submeter o seu plano de negócios a um decisor, é importante tê-lo em vigor para que possa manter uma linha de orientação para o seu projecto.

4 dicas para pôr em prática o seu plano de negócios

Para além de toda a informação que lhe demos neste artigo, quisemos também dar-lhe 4 dicas com as quais deve contar para tornar o seu plano de negócios incrível.

Dica #1: O realismo do seu projecto

Isto pode parecer tolice, mas certamente nunca conseguirá comercializar uma máquina que faz ouro 🥇. Bem sim, bem não é bem assim. Certamente compreendeu onde queríamos chegar: ponha algum realismo no seu projecto. Toda a sua estratégia precisa de ser consistente, se decidir criar uma aplicação sem ter competências de desenvolvimento e sem um programador na sua equipa, poderá criar uma aplicação com ganhos. Todas as suas decisões e escolhas estratégicas devem ser coerentes, tendo em conta os problemas que irá encontrar. O que nos leva à segunda dica.

Dica #2: Vai deparar-se com problemas

E seria extremamente prejudicial não o colocar no seu plano de negócios. Sejamos realistas, montar um projecto, criar uma empresa, vender uma solução não é fácil. Quando o coloca no seu plano de negócios, os decisores querem saber se pensou nos possíveis problemas que irá encontrar e como irá sair deles, pensando em potenciais soluções. Todos sabem muito bem que se vai deparar com problemas 😭, mas mostre que pensou em todas as soluções possíveis para tornar a sua solução viável.

Dica #3: Source your data

Quando vai apoiar o seu trabalho com dados que encontrou, é sempre uma boa ideia saber de onde veio. Também mostra que fez a sua pesquisa antecipadamente e não entrou com uma atitude de “há uma procura, por isso estou a fazer isto, YOLO”. Diga o nome das suas fontes e mostre que fez o trabalho necessário de antemão.

Dica #4: Use palavras simples

Se o seu plano de negócios é para alguém, use palavras simples para se fazer entender. O objectivo não é usar palavras do seu jargão e ecossistema para mostrar que é o melhor no seu campo. Não, precisa de se fazer entender. Por isso, tem de usar palavras que qualquer pessoa possa compreender.

Conclusão do artigo

Terá compreendido durante este artigo, o plano de negócios é o seu plano de acção completo do seu projecto desde a descrição do seu projecto até à estimativa dos custos que terá. É um passo essencial que ajudará um decisor a aderir ou não à sua solução.

A construção de um plano de negócios não deve ser feita por capricho, deve levar o seu tempo para garantir que o seu interlocutor compreenda as questões. Se fizer o seu plano de negócios à pressa, arrisca-se a não interessar o seu investidor. O que seria uma vergonha. Além disso, não se esqueça do resumo para que possa encontrar melhor o seu caminho neste documento que pode parecer pesado. E, claro, acrescentamos todos os apêndices que considere essenciais para apoiar os seus comentários. Num plano de negócios, lembrar-nos-emos ✅ que terá de apresentar os seguintes pontos:

  • Uma breve introdução.
  • O seu resumo.
  • O sumário executivo.
  • A apresentação das suas equipas.
  • A descrição do vosso projecto.
  • O plano financeiro.
  • Um estudo de mercado.
  • A estratégia a pôr em prática.
  • A organização.

O seu plano de negócios permitirá ao decisor avaliar se a sua solução é ou não viável ✅ com todos os argumentos que lhe trará. Mas só porque não o leva a um decisor, não significa que deva saltar este documento. Faça-o por si e pelas suas equipas ou apenas por si. Isto dar-lhe-á uma visão do que precisa de ser feito.

FAQ do artigo Plano de negócios

Vimos neste artigo como escrever um plano de negócios sem que isso lhe custe um cêntimo. Tenha em mente que o seu plano de negócios não será para os seus futuros clientes, mas para todas as pessoas que irão partilhar a aventura consigo. Mesmo que decida não o levar a um responsável pela tomada de decisões, tenha este documento em vigor. Poderá consultá-lo quando estiver em dúvida e poderá também ser utilizado pela sua equipa de vendas, se tiver alguma. Nesta FAQ, analisaremos também os conceitos que também podem rodear ⭕ o negócio.

A mistura de marketing

No seu plano de negócios, terá de identificar as diferentes alavancas que lhe permitirão alcançar os seus objectivos. Assim, poderá utilizar a famosa mistura de marketing. Esta noção são todas as acções de marketing que irá pôr em prática para conseguir vender a sua solução. Mas isso não é tudo porque também compreenderá o seu mercado. Este marketing mix é baseado nos 4Ps:

  • O produto: Qual é a política do produto?
  • O preço: Quais são os preços que irá fixar para a sua solução?
  • Promoção: Como irá comunicar para promover a sua solução?
  • Lugar: Onde irá distribuir o seu produto?

Graças a esta informação, poderá atribuir melhor o seu orçamento, compreender os seus pontos fortes e fracos ⬇️, compreender o sector e saber se é competitivo ou não, gerir as suas equipas para que vão na mesma direcção que você e para que todos compreendam o que têm de fazer.

Quem precisa de um plano de negócios?

Muito simples: a partir do momento em que inicia um empreendimento empresarial, precisará de um plano de negócios, quer seja ou não mostrado a um decisor. É uma grande ferramenta de comunicação, quer seja para potenciais investidores, para si próprio ou para si e para a sua equipa. Não o negligencie. É graças a ele que poderá levar a cabo negociações ou simplesmente encontrar o seu caminho na sua estratégia. Empresários, comerciantes, estão agora prontos para iniciar o vosso negócio graças a todas as dicas ✅ que vos demos para desenvolverem um plano de negócios bem sucedido.

5/5 (200 votes)
Recomendamos-lhe 👇

Convert more leads into clients with these 7 secret B2B prospecting messages 🚀

Enter your first name and email address  to receive the 11 page digital book now:

Where do we have to send it now?