pt
frenesitdeplnlruidja

Como enviar facilmente uma cold messages no LinkedIn?

show table of contents

Os cold messages no LinkedIn não devem ser feitas de qualquer maneira antiga. O problema com os pseudo “vendedores digitais” é que eles não prospectam o caminho certo. ❌

As perspectivas sentem-se como se estivessem a ser assaltadas, estão desinteressadas, e o mais importante, cépticas assim que recebem uma mensagem privada no LinkedIn. As razões são muitas:

  • Alvo errado definido.
  • Perfil LinkedIn não optimizado.
  • Sistema de aquisição que não se converte.
  • Campanha de prospecção não eficaz.

E acima de tudo: o que dizer nas suas cold messages de prospecção?

Hoje, se se está a colocar esta questão, então este artigo deve apelar a si.

Eis porquê: damos-lhe o processo passo-a-passo a seguir para conquistar novos clientes com “cold messages”. Dentro de momentos, veremos o método exacto de prospecção para definir o seu alvo para alcançar as pessoas certas.

Está pronto? 🚀

Aqui está…

Passo 1: Defina o seu alvo com precisão

Ao iniciar uma campanha de cold call, é essencial responder à pergunta:

Quem é a pessoa certa para a minha oferta?

A prospecção no LinkedIn começa sempre por definir o seu alvo com precisão. Ou seja…

  • Quais são as suas frustrações?
  • Quais são os seus pontos de dor?
  • Quais são os seus sonhos?

Alguns dir-lhe-ão para criar uma personalidade muito completa com a idade, classe sócio-profissional, nível de educação, etc.

Estes são elementos adicionais aos três pontos acima mencionados. Uma vez definida uma pessoa típica, o que eu aconselharia é chamá-los ao telefone. 📞

Dessa forma, terá muito mais liberdade para responder às 3 perguntas. Esta é uma estratégia muito eficaz. Pode também contactar os avatares dos seus clientes através de :

  • E-mail marketing.
  • Um formulário de contacto através do seu website.
  • Mensagem privada no LinkedIn.
  • Fóruns no seu tema.
  • Use ferramentas de prospecção para encontrar os seus alvos.

Pinte o seu alvo ideal, depois vá para o passo 2. Dentro de alguns momentos, compreenderá porque precisa de optimizar o seu perfil no LinkedIn, e mais importante, como fazê-lo da melhor maneira possível.

É agora…

Passo 2: Optimize o seu perfil LinkedIn para corresponder ao seu alvo

O que acontece no LinkedIn quando se envia uma mensagem a alguém pela primeira vez? Essa pessoa irá visitar imediatamente o seu perfil.

Entre outras coisas, eles analisarão:

  • A sua fotografia de perfil.
  • O seu banner no LinkedIn.
  • O vosso título e descrição.
  • A sua experiência profissional.
  • A tua formação.
  • As vossas certificações.
  • As vossas recomendações.

Assegure-se de optimizar todos estes elementos. Nas linhas seguintes, veremos em detalhe como optimizar o seu perfil no LinkedIn.

Mas antes disso, vejamos em detalhe porque é que é importante fazê-lo…

Porquê optimizar o seu perfil para uma cold message no LinkedIn ?

Se não enganchar o visitante durante os primeiros 7 segundos, ele deixará o seu perfil com um estado de espírito que pode ser :

  • “Não sei o que esta pessoa faz.
  • “Não me reconheço na imagem que esta pessoa reflecte”.

A cold call no LinkedIn com um perfil não optimizado não lhe dará grandes resultados. Uma boa optimização permite que o utilizador tenha mais confiança em si. ✅

Agora vamos ver juntos como o fazer…

Como optimizar o seu perfil no LinkedIn para criar confiança?

Assim que tiver ganho a confiança do seu leitor, será muito mais fácil convertê-los no seu sistema de aquisição. Veremos como criar um na próxima parte.

Primeiro, vamos começar com o elemento que deve captar a atenção do visitante.

A sua fotografia de perfil para captar a atenção

A sua fotografia não deve ser uma fotografia de si mesmo. Nem sequer uma fotografia tirada com a webcam do seu computador. Deve dar imediatamente estes sentimentos à pessoa que olha para a sua fotografia:

  • Curiosidade em visitar o seu perfil.
  • Profissionalismo.
  • Entusiasmo.

Sorria também. Isto far-lhe-á parecer muito mais amigável e aberto à discussão. 😃

Concentre-se numa fotografia que corresponda aos valores da sua empresa. Se está, ou é, uma empresa muito empresarial, então adapte o seu estilo. Da mesma forma, se estiver numa fase de arranque com um ambiente descontraído, então ponha-se à vontade.

O objectivo é criar consistência entre a empresa e a sua aparência. Actualmente, a maioria das imagens de perfil do LinkedIn afogam-se na massa porque têm um aspecto demasiado semelhante. Por exemplo, em Waalaxy, decidimos ir com um círculo de cor à volta das nossas fotografias.

Desta forma, através de uma estratégia de advocacia do LinkedIn, criamos uma forte identidade de marca. Na sua empresa, é a mesma coisa.

É preciso ter uma boa imagem de perfil antes mesmo de ter uma perspectiva fria no LinkedIn. 📸

O seu banner LinkedIn para informar o visitante

Para além da sua fotografia de perfil, o seu banner também deve ser consistente com a sua estratégia no LinkedIn. Deve ser da mesma carta gráfica que a sua empresa. Ou seja:

  • As mesmas cores.
  • A mesma tipografia e as mesmas fontes.

E também, deve corresponder à sua empresa:

  • Os valores.
  • O tom.
  • A mensagem comercial.

Uma grande faixa do LinkedIn deve satisfazer estes 4 critérios (do método AIDA):

  1. Chama a atenção do leitor.
  2. Para despertar o seu interesse.
  3. Criar desejo.
  4. A chamada à acção.

Primeiro, para chamar a atenção: precisa de criar curiosidade para se manter no seu perfil e aprender mais sobre si (o próximo passo “interesse”). Use cores, e um óptimo texto para o fazer. 🔵🟠

Segundo, para gerar interesse: é preciso fazer com que a pessoa se sinta interessada no que oferece e em quem você é. Indique os seus conhecimentos, a sua indústria, mesmo os produtos/serviços que oferece com a sua empresa. Se o seu visitante disser “Estou interessado em aprender mais”, então ganhou o seu interesse. Então pode passar para a parte seguinte. ✔

Terceiro, criar desejo: é preciso dar ao visitante a impressão de que tem valor. Para criar desejo, pode falar sobre os benefícios que proporciona. Tal como dizer que é um especialista neste ou naquele campo de actividade. Aqui, o objectivo é reforçar o valor percebido antes de passar ao último critério. 📊

Em quarto lugar, é necessário fazer com que os seus leitores tomem medidas. Se estiver a falar dos seus produtos no seu banner do LinkedIn, pode ser: “Verifique abaixo” ou “Clique no primeiro link abaixo”

No entanto, a melhor chamada à acção continua a ser o contacto: “siga-me com um clique” ou “fale-me do seu projecto às 07.45…” ⚡

Aqui está uma boa foto de capa do LinkedIn que reúne estes 4 elementos (em francês porque eu sou):

A sua manchete e descrição do LinkedIn

Este é um dos elementos mais importantes do seu perfil no LinkedIn. É o seu título e descrição. Primeiro, o seu título. Deve ser ambos:

  • Curto.
  • Significativo.
  • Envolvente.

Deve ser fácil de ler e digerir para compreender imediatamente o seu título de missão. 🔥 Adicionalmente, pode colocar uma chamada à acção no seu interior. Idealmente, o mesmo incluído no seu banner do LinkedIn.

Em segundo lugar, a sua descrição do LinkedIn (também conhecida como “resumo do LinkedIn“) deve ser optimizada. E pode fazer isto de várias maneiras:

  • Contação de histórias.
  • Lista de boletins.
  • Fórmula AIDA.
  • Etc.

Por exemplo: Fonte: https://www.linkedin.com/in/franckrocca/

A sua experiência de trabalho no LinkedIn

Quando quiser fazer cold calls no LinkedIn, precisa de provar aos seus potenciais clientes que é um perito na sua área. ⭐⭐⭐⭐⭐

E isso passa pela sua experiência profissional. Não hesite em ser exaustivo e faça uma lista de todas as empresas:

  • Onde trabalhou, se for empregado.
  • O que treinou se for um empresário.

Nos detalhes de cada experiência, enumere 2 coisas:

  1. Primeiro, o que fez na sua posição.
  2. Em segundo lugar, o que contribuiu como resultados.

O objectivo é persuasivo. E é preciso agir sobre 2 pilares:

  • Prova social através do logótipo da empresa (se for conhecido, a vantagem é ainda mais poderosa).
  • Autoridade através dos seus resultados.

Depois pode passar para a próxima optimização da sua conta no LinkedIn…

Os seus antecedentes educacionais no LinkedIn

As suas credenciais educacionais são também uma grande vantagem para criar confiança nas suas perspectivas quando estiver a prospectar. 💥

  • Escolas frequentadas.
  • A escala dos seus estudos (Bachelor, BTS, DUT, Bachelor, Master…).

O truque aqui é realçar os seus pontos fortes. Por exemplo, se obteve boas notas durante a sua educação, então pode colocar o seu GPA sob cada curso.

É claro que não é necessário ter um diploma de bacharelato para prospectar no LinkedIn. É apenas uma grande vantagem para provar as suas capacidades analíticas, empenho e perseverança aos seus visitantes.

As suas certificações

As licenças e certificações que recebeu também desempenham um grande papel na optimização do seu perfil no LinkedIn. 📗

Por exemplo, se tiver concluído a formação nas seguintes plataformas:

  • Udemy.
  • MentorShow.
  • LiveMentor.
  • Um site de autoridade na sua área.

Depois pode mencioná-lo nesta parte do seu perfil. Dar-lhe-á mais credibilidade, mas não é o elemento que mais lhe trará. É o próximo…

Testemunhos e recomendações do LinkedIn

Esta é definitivamente a parte que pode ajudar a converter o maior número de pistas em clientes. O seu papel aqui é destacar as suas capacidades suaves e duras de outras pessoas. Especialmente se os seus testemunhos forem de pessoas com alta autoridade. 💪

Aqui está a estrutura ideal para criar recomendações persuasivas no LinkedIn.

  1. Fale sobre o problema que experimentou antes de o conhecer.
  2. Realce as acções que levou a cabo.
  3. Elogie os resultados positivos após a sua ajuda.

Pode pedir aos seus actuais clientes ou contactos uma recomendação sobre o LinkedIn. E se eles não tiverem uma ideia, pode seguir este quadro simples de 3 passos.

O que fazer depois de optimizar o seu perfil no LinkedIn?

Este é um passo obrigatório antes de fazer uma cold call no LinkedIn.

Mas agora está pronto para o próximo passo. Nos próximos passos, veremos como criar um sistema para converter os seus visitantes em pistas. Em seguida, em clientes. 🔥

Finalmente, como utilizar a ferramenta #1 para fazer prospecção multicanal no LinkedIn e através da alavancagem de emails de prospecção.

Aqui vamos nós…

Etapa 3: Crie o seu funil de aquisição de chumbo e clientes

Aqui está na fase em que se vai bombardear. 📣 Se seguiu as etapas 1 e 2 com delicadeza, pode iniciar esta.

Em primeiro lugar, é importante conhecer alguns conceitos de marketing digital. Eles são essenciais para a compreensão dos conceitos básicos da estratégia.

SMO = Search Media Optimization (Optimização de Meios de Pesquisa). Esta é a criação e optimização do seu conteúdo orgânico para redes sociais.

É a fonte de tráfego que terá de colocar no seu sistema de aquisição.

O que é um funil de aquisição?

É um processo de funil que leva um simples visitante à fase de embaixador.

Fonte:

E quando se faz uma cold call no LinkedIn, é imperativo ter um sistema para converter e transformar. 🎯

Muito frequentemente, este é o aspecto de um clássico funil de aquisição no LinkedIn:

  • Conteúdo SMO para atrair visitantes para o seu perfil optimizado.
  • Conteúdo Premium (mas gratuito) acessível numa página de destino através do seu perfil.
  • Oferta de produto ou serviço paga, acessível através de outra página de destino.

E entre estes passos, há passos de “aquecimento” para construir confiança com os seus visitantes e levá-los o mais longe possível naquele funil de vendas .

Como criar um túnel de vendas?

Há muitas ferramentas para criar uma máquina de vendas automatizada. 🛒

Mas há 2 que se destacam:

  1. ClickFunnels (ferramenta americana para criar funis de vendas).
  2. Systeme io (ferramenta francesa muito fácil de usar para a mesma coisa).

Com estas ferramentas, pode criar as suas páginas inteiras. Por exemplo :

  • Capture página (para recolher informações dos seus prospectos).
  • Página de agradecimento (o passo logo após a página de captura).
  • Página de vendas (a página de desembarque do seu produto ou serviço).
  • Página de pagamento (para recolher pagamentos dos seus clientes).
  • Página de confirmação (para tranquilizar o cliente da sua compra).

As 3 fases que têm lugar entre o estado “visitante” e o estado “cliente

Antes de ver a metodologia em detalhe, é necessário compreender como se processa a evolução do visitante para o cliente. Aqui estão eles…

  1. A fase de“descoberta“.
  2. A fase de“avaliação“.
  3. A fase de“decisão“.

A primeira fase corresponde ao momento em que o utilizador está ciente de si e do seu produto pela primeira vez. Ele sabe que existe, mas ainda não se você for a melhor solução para a sua necessidade.

A segunda fase corresponde ao momento em que o utilizador o conhece mas compara a sua solução com as outras ofertas no mercado.

Ele ainda não está decidido, mas procura as vantagens e desvantagens de cada solução. A terceira fase corresponde ao momento em que o utilizador decide.

Quando faz cold calls, já deve saber em que fase se encontra o seu potencial cliente. Depois, pode passar à metodologia concreta. 👌

Como adquirir leads e clientes com um funil de aquisição?

Para obter novos clientes, é necessário dar valor ao seu público. E ainda mais se quiser fazer prospecção a frio no LinkedIn.

O que é dar valor?

É simplesmente dar o que o seu alvo quer para resolver a sua necessidade profunda (fazer o exercício da persona no passo 1). 👇

Na sua estratégia de aquisição, precisa de criar os seguintes passos:

  1. Atrair tráfego direccionado.
  2. Converter este tráfego em pistas.
  3. Transformar essas perspectivas em clientes.
  4. Transformar esses clientes em embaixadores.

Adquirir tráfego qualificado para atrair pistas

Primeiro, quando se quer atrair tráfego: há várias opções.

  • Criando conteúdo em redes sociais(SMO).
  • Através da publicidade em redes sociais (SMA).
  • Através da criação de conteúdo em motores de busca (SEO).
  • Através da publicidade nos motores de busca (SEA).

É necessário determinar uma estratégia de aquisição de tráfego através destas 4 alavancas. Os métodos SMO e SEA funcionam a longo prazo.

Pertencem à estratégia conhecida como Inbound Marketing. Ou seja, atrair tráfego para que este chegue até nós naturalmente. 🧲

Enquanto que os métodos ADM e ATS são ideais para a aquisição de tráfego a curto prazo.

Pertencem à chamada estratégia de Outbound Marketing.

Ou seja, reivindicar tráfego ao sair e apanhá-lo. ⚡ Aqui está uma curva que ajuda a compreender a diferença entre estas 2 estratégias

A profundidade dos tópicos de conteúdo no LinkedIn

Se estiver neste artigo, está à procura de formas eficazes de obter tráfego através do LinkedIn. Bem, deve saber que existem 3 tipos de conteúdo que pode criar:

  1. Através da TOFU.
  2. MOFU.
  3. BOFUs.

Por outras palavras, TOFU (“top of the funnel”) é o chamado conteúdo generalista. ✔

São dirigidos à maioria dos utilizadores no LinkedIn.

E não têm de ser técnicos. Noções básicas simples.

Conteúdo TOFU se publicado como um post do LinkedIn, obtém muito mais pontos de vista do que outros tipos de conteúdo.

Isto pode ser, por exemplo:

  • Falando sobre o futuro do trabalho.
  • Questões de gestão.
  • A mentalidade empreendedora.

Depois disso, o conteúdo do MOFU é um pouco mais especializado. ✔

Vão apelar a um público alvo, mas continua a ser bastante amplo.

Com estes tipos de conteúdo como posts no LinkedIn, vai ter menos pontos de vista, mas o público será mais qualificado.

Isto pode ser, por exemplo:

  • O marketing do crescimento.
  • Copywriting.
  • SEO.
  • Técnicas de venda.

Finalmente, o conteúdo de BOFU. Aqui muito especializado. ✔

Para um público muito pequeno e qualificado.

Aqui estão alguns exemplos para permanecer nos mesmos temas:

  • Estratégia avançada de SEO.
  • Técnicas de persuasão.
  • Tutoriais de produtos.

Lembre-se, tínhamos determinado um alvo muito específico.

Depois, optimizou o seu perfil no LinkedIn de acordo com ele. Agora precisa de criar a sua estratégia de conteúdo.

Formas de criar conteúdo no LinkedIn

E isso pode ser de 5 maneiras:

  1. Através de mensagens privadas no LinkedIn.
  2. Através de mensagens no LinkedIn.
  3. Através de artigos no LinkedIn.
  4. Através de grupos no LinkedIn.
  5. Através de vídeos publicados no LinkedIn.

Quando se prospecta a frio, é preciso encontrar o meio que irá quebrar o gelo e fazê-los descobrir (1ª fase de 3 que vimos anteriormente). 🧊

Adquirir perspectivas interessadas para os transformar em clientes

Uma vez que a sua perspectiva tenha passado pela primeira fase. É necessário levá-lo mais longe para o aproximar da compra. Isto é quando pode oferecer-lhe um conteúdo chamado “avaliação”.

Aqui, estamos mais no chamado conteúdo “MOFU/BOFU”. 👈

Isto pode ser, por exemplo:

  • Postagens e mensagens com os benefícios da sua oferta.
  • Postagens e mensagens com testemunhos de clientes.
  • Postagens e mensagens com VS concorrentes.

O seu objectivo durante este segundo período é divulgar os benefícios da sua oferta e abordar os desincentivos do seu potencial cliente.

Os obstáculos que impedem os seus potenciais clientes de se tornarem clientes

Um exercício muito interessante consiste em definir os travões mentais dos seus potenciais clientes. Aqueles que os impedem de se tornarem clientes da sua solução.

Quais são os travões dos meus potenciais clientes, que os impedem de se tornarem clientes?

Geralmente, existem 3 tipos de travões, os mais conhecidos:

  1. O travão de tempo.
    1. Esta solução não é demorada?
    2. Irá poupar-me tempo?
  2. O travão de preço.
    1. Será que se enquadra no meu orçamento?
    2. Será que se vai pagar a si próprio rapidamente?
  3. O travão do esforço.
    1. É fácil de usar?
    2. É simples de instalar?

Quando tiver determinado estes obstáculos, pode criar o seu “íman de chumbo”.

O que é um íman de chumbo?

É simplesmente um conteúdo premium (mas gratuito) que enviará ao seu potencial cliente em troca das suas informações de contacto (muitas vezes o endereço electrónico, mas pode ser o número de telefone, o primeiro nome, etc…).

Este passo permite-lhe converter um visitante numa pista. ✅ E precisa de criar conteúdos para eles que produzam o“efeito uau“, criando interesse no tópico, sem dar a solução completa.

A sua necessidade não tem de ser completamente satisfeita com o seu conteúdo premium. A perspectiva deve ainda estar “sedenta” depois de o consumir.

Como criar um íman de chumbo bem sucedido no LinkedIn?

Uma vez concluída a etapa 1, sabe a quem se dirige. Bem, ao saber quais são as frustrações do seu público, pode criar o seu íman de chumbo.

Pode ser sob a forma de:

  • Um livro digital.
  • Uma série de vídeos.
  • Uma lista de verificação.
  • Uma conferência em linha.
  • Etc.

Uma vez criada uma estratégia de aquisição de chumbo, pode avançar… 👇

Aquisição de clientes quando se trata de cold calls

Se tiver seguido bem todos os passos explicados neste guia, então pode passar a este passo. Aqui, precisa de transformar os seus prospectos em clientes.

Ou seja, levá-los da fase 2 “avaliação” para a terceira “decisão”, através da criação de conteúdos. É preciso dar tudo nesta parte para construir a confiança da pessoa em si e no seu produto. 🚀

Aqui estão os tipos de conteúdos que pode enviar aos seus potenciais clientes para os converter em clientes:

  • Tutoriais.
  • Guias do utilizador.
  • Vídeos de testemunhos.

Uma vez ultrapassada esta fase, o seu potencial cliente tornou-se cliente. Parabéns, tem uma estratégia ultra-eficaz para as cold calls no LinkedIn.

Agora, irá descobrir uma forma de utilizar todas estas estratégias para prospectar de forma massiva e qualitativa. Vamos descobrir agora mesmo…

Passo 4: Crie a sua campanha de prospecção de vendas multicanais com Waalaxy

Imagine, por um momento, este momento: Tem uma estratégia de conteúdo em vigor para conduzir o tráfego. Está a ganhar visibilidade dia após dia. Cada vez mais os seus visitantes tornam-se potenciais clientes, descarregando o seu íman de chumbo.

E cada vez mais pessoas se tornam seus clientes. No entanto, passado algum tempo, chega-se a um planalto. Porque o seu tempo é limitado. ⌚ É aí que precisa de automatizar as suas acções de marketing para poupar tempo.

Waalaxy é a solução para o clonar sem que tenha de agir. Com a nossa ferramenta de automatização, pode:

  • Perfis Scrap LinkedIn e importá-los para um CRM integrado.
  • Criar sequências automáticas no LinkedIn (visitas de perfil, convites, mensagens, etc.).
  • Misturar acções do LinkedIn com e-mail marketing para beneficiar do poder da prospecção multi-canal.

Além disso, aqui estão as vantagens do nosso instrumento de prospecção sobre a concorrência:

  1. Oferecemos prospecção multi-canal para o máximo desempenho.
  2. Oferecemos uma versão experimental de 7 dias para testar com confiança.
  3. Concentrámo-nos na experiência do utilizador (UX).
  4. É totalmente segura para a sua conta no LinkedIn.
  5. Há apoio ao cliente via chat.
  6. A melhor parte: graças aos nossos engenheiros, pode exceder os 100 convites semanais impostos pelo LinkedIn sem risco para a sua conta no LinkedIn! 💪

Para uma taxa hiper-acessível, pode multiplicar os seus resultados com a estratégia do cold message que acabou de aprender.

pricing waalaxy

Temos 3 ofertas.

  1. A versão Pro a 25 euros/mês.
  2. A versão Avançada a 50 euros/mês.
  3. A versão Business a 80 euros/mês.

A primeira versão permite-lhe fazer prospecção automática no LinkedIn.

A segunda é um pouco mais avançada porque permite a auto-importação de pistas. Por exemplo, isto é útil se fizer um post onde encoraje o seu público a comentar o seu post para receber um recurso. 💡

Isto permite-lhe importar pessoas mais qualificadas e menos “cold” para a escala de temperatura de prospecção.🌡

Aí tem, agora já sabe tudo sobre as formas mais eficazes de enviar cold messages no LinkedIn! 🚀

5/5 (298 votes)

Convert more leads into clients with these 7 secret B2B prospecting messages 🚀

Enter your first name and email address  to receive the 11 page digital book now:

Where do we have to send it now?