pt
frenesitdeplnlrujp

Valor acrescentado: Os 3 eixos importantes para o seu desenvolvimento

show table of contents

Quando ouvimos“valor agregado”, várias formas de abordagem podem vir-nos à mente:

  • 🔢 #1 O cálculo do valor agregado na contabilidade. (de uma empresa).
  • 📞 #2 O valor acrescentado de um produto ou serviço. (tangível ou intangível).
  • 👩🏿🤝🧑🏻 #3 O valor acrescentado em recursos humanos (internos).

Em 2021, o valor acrescentado já não está simplesmente relacionado com um cálculo pragmático, pois percebemos que a riqueza de uma empresa é muito mais vasta. O objectivo deste artigo é fazer uma viagem de 360° sobre o que é valor acrescentado e como abordá-lo e medi-lo nestes 3 contextos diferentes

O que é o valor agregado?

Quando procuramos definições de valor acrescentado em linha, deparamo-nos sempre com o cálculo hiper pragmático do bom velho contabilista. 🤓 Embora cheguemos a essa definição dentro de momentos, penso que há uma verdadeira falta de perspectiva sobre o que encontramos em linha. Por isso, deixem-me ser um pouco mais claro. O valor acrescentado não é apenas números quantificáveis, mas sim:

A capacidade de uma empresa – ou de um indivíduo – gerar recursos.

Por outras palavras, ser capaz de trazer valor acrescentado, quer seja financeiro, humano ou que corresponda a um produto ou serviço oferecido. Exemplo: Eu comprei um telefone à prova de água. O seu valor acrescentado é a sua impermeabilidade. O valor acrescentado que o marketing irá enfatizar é a sua capacidade de ser imerso na água.

Como calcular o valor agregado?

Portanto, aqui, a complexidade da questão é saber como calcular o(s) valor(es) acrescentado(s) em que está interessado e assumir o assunto de diferentes ângulos. Qual a fonte de valor acrescentado que pretende medir? Neste artigo vamos analisar todos os cálculos necessários, as suas realizações, as suas vantagens e os seus limites.

Como é partilhado o valor agregado?

Do ponto de vista global de uma empresa, o valor acrescentado é dividido em duas categorias.

  • O valor acrescentado dos produtos e/ou serviços desenvolvidos no mercado.
  • O valor acrescentado humano das diferentes pessoas que trabalham nos departamentos de concepção, produção e promoção.

#1 Valor agregado na contabilidade

Na contabilidade, o valor acrescentado (VA) é um indicador económico que mede a riqueza criada por um agente económico (empresa, organização…) durante um período de produção.

De facto, é um indicador económico.

O cálculo do valor agregado na contabilidade

O cálculo é muito simples:

Valor acrescentado (VA) = Margem comercial + Produção para o ano – Consumo para o ano proveniente de terceiros.

🍤 Vamos decompor um pouco para o ajudar a vê-lo mais claramente:

  • 🍎 Margem comercial: se comprar maçãs a um produtor por 0,20 cêntimos por unidade e vendê-las na sua loja por 1 euro por unidade, então a sua margem é de 80 cêntimos.
  • 🍏 Produção para o ano: o total de bens e serviços produzidos num ano. Portanto, todas as maçãs vendidas durante o período que deseja analisar.
  • 🚛 Consumo para o ano proveniente de terceiros: Estes são todos os bens e serviços externos que a empresa consumiu e pagou a terceiros. (no nosso exemplo: custos de entrega das maçãs, encargos pagos aos fornecedores…).

Como é que se gera valor acrescentado?

Para gerar valor acrescentado na contabilidade, precisa de ter pensado no seu mercado. Tem de se certificar de que a margem corresponde às tendências do mercado e não é demasiado pequena. Para o dizer de forma simples, existem duas tendências:

    • Margem baixa = grande volume de produção, centrado na quantidade produzida. Vai ter de produzir e vender um lote para que o valor do negócio floresça. Exemplo: meias brancas. 🧦
  • Margem elevada = pequeno volume de produção, mas centrado na qualidade do produto. Vai ter de se concentrar no valor acrescentado do produto e na comercialização do conteúdo para que o consumidor compreenda os benefícios. Exemplo: um relógio topo de gama. ⌚

É claro que há nuances aí dentro, e vou ajudá-lo a compreendê-las um pouco mais abaixo. 👇

Porque é que o valor acrescentado é uma melhor medida da produção?

Muito simplesmente, porque é o mais abrangente. Se se calcular apenas a margem, não se tem em conta as despesas externas.

Se calcular apenas o volume de negócios (preço de venda x quantidades vendidas), não tem ideia nem da margem nem das despesas. Não aconselho deixar tudo e jurar pela VA, mas também não se pode ignorá-lo.

#2 Valor acrescentado da sua empresa

Existe um VA quantificável (na contabilidade) e um valor acrescentado determinado (o da sua empresa, ou seja, os seus produtos e as suas equipas). É este segundo ângulo que iremos agora discutir.

Valor acrescentado da sua empresa

O valor acrescentado da sua empresa, de um ponto de vista global, é o que traz para o mercado que é diferente. Qual é o seu valor acrescentado? Existem várias formas de definir a identidade da marca de uma empresa, sendo a mais famosa o prisma de identidade da Kapferer. Parece muito académico, mas na realidade é útil para todos.

Se não identificar o valor que pretende trazer para o mercado, o que constitui esse valor, e como pretende que os consumidores o percebam, o que está a oferecer não será claro, e se não for claro, não venderá. 💨

O prisma de identidade de Kapferer para definir o seu valor no mercado

Pode recuperar esta imagem para fazer o seu próprio prisma. Trata-se de identificar quem se encontra no mercado e o que traz para a mesa para se diferenciar.

kapferer prism empty

Exemplo do Prisma Kapferer

Aqui está um exemplo de como montar o Prisma em Waalaxy

Pode encontrar muitos exemplos online como o prisma de identidade de Perrier ou Coca-cola que são muito bem conhecidos.

Na verdade, criei este apenas para auto-promoção, mas ei, ele ainda lhe servirá bem 😉 Lendo isto, compreende rapidamente o que Waalaxy traz e o que os seus concorrentes não trazem.

Découvrir Waalaxy 🪐

Retire as suas vantagens competitivas e o seu VA deste prisma

O seu valor são os recursos que traz consigo. Um produto que ajuda na prospecção do LinkedIn como o Waalaxy traz eficiência, resultados, crescimento, redução de tarefas ingratas. Quais são os seus valores? O que é que traz?

  • A riqueza do seu produto em geral.
  • O valor do seu produto em relação aos concorrentes(vantagem competitiva).

Agora, se compararmos Waalaxy com outros produtos no mercado:

Terá então de encontrar estes 2 pontos no seu exemplo a fim de apoiar estas vantagens durante as suas acções de comunicação.

O que é um produto de alto valor acrescentado?

Um produto de alto valor acrescentado é um produto que traz uma riqueza significativa para a pessoa que o utiliza. Quando falo de riqueza, falo no sentido mais lato e não apenas económico: poupar tempo, melhorar a qualidade de vida, benefícios para a saúde. Existem dois tipos de produtos. (mais uma vez, isto é uma caricatura).

  • O produto essencial.
  • O produto gadget. (não essencial).

A era Covid fez com que muitas empresas se lembrassem de como o seu produto não era essencial. 😂 O produto que é essencial para a saúde do seu negócio, como o CRM de gestão, a ligação à Internet… os seus vendedores para os quais naturalmente vai querer a melhor qualidade. Sem eles, não se pode trabalhar.

Os produtos não essenciais são aqueles que irão melhorar um pouco as suas condições de trabalho, são ferramentas de conforto. Certamente melhorarão o seu desempenho, mas não serão a principal razão para o sucesso ou fracasso do seu negócio. Bem, um produto essencial, por definição, traz um forte valor acrescentado à sua actividade.

Capacidade de criar recursos.

Determinar, provar e comunicar um VA

Só porque tem uma ferramenta não essencial não significa que não acrescente valor, só precisa de aprender como determiná-la, prová-la e comunicá-la.

  • ❓ Qual é o valor que o meu produto traz aos meus clientes? > Identificar todos os benefícios do meu produto ou serviço.
  • 🔍 Como é que forneço provas de que este valor é real? > Realizar estudos, testes, feedbacks, demonstrações de produto…
  • 📳 Como transmitir esta informação ao meu alvo, aos meus clientes potenciais, aos meus clientes? Completar o Prisma Kapferer > identificar a identidade da marca e concentrar-se na sua diferenciação > comunicar através de redes sociais, publicidade, anúncios digitais.

#3 valor acrescentado interno

Agora passamos à terceira e última forma de falar de valor acrescentado. O valor humano. Ou seja, o que o indivíduo trará a uma organização. Para isso, veremos que existem dois ângulos a partir dos quais se pode olhar:

  • O valor acrescentado que trará como pessoa.
  • O valor acrescentado procurado por um recrutador para contratar uma pessoa ou um gestor para criar uma equipa.

Trata-se de valor humano em ambos os casos, mas do ponto de vista da pessoa que contrata, e depois do ponto de vista da pessoa que é contratada.

Como desenvolver valor acrescentado internamente

Aqui novamente, vou falar de uma técnica tão antiga como as colinas. O objectivo não é reproduzir esta estratégia empresarial de forma idêntica, mas sim compreender as vantagens deste processo. Isto é uma tabela de competências. Este gráfico, embora pareça um pouco radical, ainda tem muito a ensinar-nos sobre as relações humanas e o trabalho de equipa.

Este quadro é normalmente utilizado na contratação. Avaliamos as diferentes competências dos candidatos e analisamos as que são mais complementares à equipa a que ele/ela será associado(a). Trata-se, portanto, de organizar a distribuição do valor acrescentado.

board of competences hr

Só que este é um passo que muitos recrutadores esquecem. É crucial conhecer o valor acrescentado de uma equipa inteira antes de criar uma descrição de funções. Quando os valores são complementares, é chamado “valor acrescentado partilhado ou co-criação de valores” Isso significa que tudo funciona como um motor bem lubrificado.⚙

Todos podem fazer algum do trabalho, ninguém está num estado de fluxo, todos podem fazer uma pausa para o café. ☕

Por isso, aqui tem uma cadeia de valor inquebrável.

Aprender mais sobre o método Agile scrum. 👀

Como identificar perfis de valor acrescentado?

Diz-se frequentemente que as melhores pessoas saem primeiro, este é também o caso no mundo do recrutamento. Claro que há excepções, mas essas excepções também não ficam disponíveis por muito tempo. É como se fosse um apartamento muito abaixo do preço de mercado. 🤩

Bem, então, estes apartamentos, como é que os encontra?

No LinkedIn.

No LinkedIn,

Ah, e no LinkedIn.

Não, mais seriamente. Há muitas maneiras de encontrar candidatos: em conselhos de emprego ou em eventos como feiras de emprego, mas o LinkedIn continua a ser a fonte mais abrangente e eficaz de emprego em 2021.

Leia o guia sobre como conduzir uma boa pesquisa no LinkedIn. 👀

Como contratar perfis de alto valor acrescentado?

O valor acrescentado da empresa começa com os empregados. Começa mesmo com os empregados, porque são os primeiros da cadeia de produção.

Sem um criador, não há aplicação.

Para aumentar o valor acrescentado de uma empresa, é preciso concentrar-se nos empregados PRIMEIRO. Isto é exactamente o que Waalaxy faz. A Violette preparou um Webinar sobre os benefícios que oferecemos que fazem a diferença:

Entre a lista, várias dicas para melhorar para criar valor percebido:

  • A remuneração dos empregados.
  • Partilha da riqueza redistribuída,
  • Consideração.
  • Bem-estar na empresa.

Como se pode acrescentar valor à empresa?

Se é um empregado ou um candidato a emprego, provavelmente está a pensar como pode ser útil para a empresa. Em qualquer caso, bastando fazer a si próprio esta pergunta, tem a atitude certa. Para o fazer, terá de o fazer:

  • 🌟 Conheça os seus valores: faça uma lista dos seus conhecimentos e competências, aprenda a identificá-los e saiba como defendê-los. (Facto + exemplo concreto + o que lhe permite medir os resultados).
    • Por exemplo: Sou um escritor experiente, já escrevi mais de 200 artigos para Waalaxy, pois falo há mais de 100 mil visitantes por mês no blogue.
  • 🏨 Conhecer as necessidades do negócio: que competências irão criar lucros para a empresa? Não se concentre aqui no que sabe fazer, pense mais amplamente.
  • ✅ Identificar áreas de melhoria para as quais pode contribuir: a criação de riqueza é um esforço de colaboração entre a empresa e os funcionários. Se vir onde pode contribuir para uma actividade de valor acrescentado, apresente-a!
  • 👨🏫 Forme-se a si próprio. É super importante identificar as competências que deseja desenvolver e as competências de que a empresa necessitará amanhã. Use realmente o apoio de RH para preencher a lacuna entre o que precisa e o que pode trazer.

Como provar o seu valor acrescentado

Aqui, estamos a aproximar-nos da venda social.

Que valor acha que pode acrescentar?

Vou repetir-me, mas o melhor método para convencer as pessoas data de Aristóteles, e ainda hoje é relevante.

  • Ethnos: é a sua capacidade de ser assertivo.
  • Logos: é saber argumentar.
  • Pathos: é saber provar que se tem valor.

Vou acrescentar um ponto importante:

  • Saber distinguir-se.

Se precisar de um pequeno aumento de confiança, há aqui um vídeo que eu gosto muito que funciona para desenvolver técnicas simples. 👀

Artigo FAQ

Por que meios se pode medir o valor acrescentado? Há diferentes rácios, dependendo do valor que se pretende medir: humano, ou financeiro.

Rácios financeiros (responsabilização)

Existem outros rácios para compreender a boa saúde da empresa.

  • Cálculo em relação ao rendimento líquido: Rendimento líquido/vendas. (É rentável?).
  • Cálculo em relação ao EBITDA : Valor bruto excedente de exploração (GOE) / Vendas.
  • O capital circulante líquido global (GNWC) é calculado da seguinte forma: Capital permanente (topo do passivo) – activo fixo.
  • A necessidade de capital de exploração (WCR) é calculada da seguinte forma Activo circulante – Passivo circulante.

Saiba mais sobre estes rácios. 👀 Como lembrete, o cálculo do VA é:

Valor acrescentado (VA) = Margem de venda + Produção do ano – Consumo do ano proveniente de terceiros.

Rácios humanos

Agora, a fim de calcular o valor acrescentado trazido pelos empregados, devemos tentar compreender a saúde da empresa no aspecto humano.

  • Taxa de rotatividade: As pessoas ficam com a empresa? É mais difícil criar valor se as competências não forem desenvolvidas a médio/longo prazo.
  • Taxa de absentismo: Quanto mais empregados estão ausentes, mais desmotivados pelo seu trabalho. (excepto por motivos pessoais sérios, claro). Como lembrete, a motivação é um dos pilares da contribuição da VA humana, sem motivação, não pode haver desenvolvimento profissional e criatividade.
  • Taxa de supervisão: Será que precisamos de supervisionar muito as nossas equipas? Se a resposta for não, isto pode ser um bom indicador de autonomia.
  • Evolução do salário em relação ao volume de negócios.
  • Taxa externa: Há falta de competências internas para desenvolver certas actividades?
  • Discriminação dos tipos de contratos: A passagem de um interno para um contrato permanente é também um bom indicador do valor interno.

Agora que sabe tudo sobre valor acrescentado, aqui está o guia completo para tirar o máximo partido do LinkedIn (empresa, recrutador ou candidato).

5/5 (234 votes)
Recomendamos-lhe 👇

Convert more leads into clients with these 7 secret B2B prospecting messages 🚀

Enter your first name and email address  to receive the 11 page digital book now:

Where do we have to send it now?