5 perguntas que deve fazer a si mesmo antes de lançar uma estratégia de conteúdo no LinkedIn

Published by Melany on

3 minutes
5/5 - (133 votes)

O início de uma estratégia de conteúdo eficaz no LinkedIn não pode ser improvisado. Sem dizer que tem de lá passar dias, preparar bem a sua estratégia aumenta as suas hipóteses de sucesso e de obter um retorno positivo do investimento.

Seleccionámos 5 coisas a fazer antes de lançar a sua estratégia de conteúdo no LinkedIn.

Estratégia de conteúdo no LinkedIn, Porquê? A quem?

Está prestes a escrever mensagens e a investir um mínimo de tempo na criação de conteúdos. Com que objectivo? O que espera ganhar com esta estratégia? Quem é o seu público ideal?

milhares de razões para colocar mensagens no LinkedIn. Quais são as suas?

Brincar com o preconceito da familiaridade? Educar as suas perspectivas? Destacar os seus conhecimentos? Aumentar a sensibilização? Tornar-se uma estrela?

Definindo bem o “porquê”, então ajuda-o a descobrir quem e como.

Obviamente, gostaria que o mundo inteiro visse o seu conteúdo. Mas tem de escolher: a quem se destina a sua publicação em primeiro lugar?

Como qualquer estratégia de marketing, concentre-se no nicho no início. Uma pessoa muito específica, que poderá expandir mais tarde.

Falar com todos não é falar com ninguém.

O que irei discutir

Sabe porque quer publicar e para quem?

Agora trata-se de saber do que se vai falar. Não é assim tão simples, certo?

O nosso conselho: prepare bem os seus assuntos. Tome banho com os seus colegas e amigos. Encontre uma lista de temas amplos (podemos falar sobre tudo no LinkedIn, ao contrário do que algumas pessoas sugerem). Depois, estabeleça prioridades.

Convido-vos a ter 3 meses de ideias precisas (o título do post) à vossa frente e 3 outros meses de ideias mais vagas (portanto, dependendo da frequência de publicação que queiram estabelecer).

Qual a frequência?

A melhor estratégia de conteúdo no LinkedIna requer uma atenção especial sobre a frequência da postagem

 

A regularidade é a chave para a criação de conteúdos no LinkedIn. É melhor publicar com menos frequência mas mais constante ao longo do tempo do que muitos em certos períodos e não em outros.

Dependendo do número de ideias de conteúdo e da quantidade de tempo que pretende gastar a criar o conteúdo, defina uma frequência exequível.

Comece por baixo e depois suba. É melhor do que o contrário.

Diga a si mesmo uma vez por semana. Se encaixar sem problemas durante um mês. Vá a 2 vezes por semana. E assim por diante.

Como?

O processo de criação é essencial para manter a regularidade. Não ganhamos a vida com a criação de conteúdos no LinkedIn. É uma obra própria. Por isso, não devemos passar todo o nosso tempo lá.

Então prepare o seu processo de criação de conteúdo: quando escrever? Marcam as vossas mensagens?

Pode ler o artigo sobre o meu próprio processo de criação de conteúdo para se inspirar e encontrar o seu.

Qual é o meu estilo de escrita?

Se começar a publicar regularmente, quer que o público reconheça o seu conteúdo à primeira vista. Como qualquer estratégia de marketing, fortalecerá a sua marca (aqui a sua marca pessoal).

Não estou a dizer que precisa de ter um estilo desde o início e nunca o mudar. Mas tenha uma ideia do seu formato (que deve respeitar as boas práticas), do seu estilo de escrita que se destaca, ou de um atributo específico. Pode testar vários formatos nas primeiras semanas para se adaptar e iterar.

Só não tem de ficar despreparado. Dê a si próprio um curso de acção no seu conteúdo.

Lembrete de bónus: optimize o seu perfil para a melhor estratégia de conteúdo no LinkedIn

É dito e repetido em muitos artigos. Se este não é o primeiro que lê, provavelmente está a dizer “Arf”. Ainda a optimizar o seu perfil no LinkedIn?”.

Mas é essencial. Crucial. É a sua vitrina. Onde o seu público chega pela primeira vez quando vê o seu post. Otimize-o. Actualize-o regularmente. Pague por fotos profissionais (custa-lhe 100 euros que serão em grande parte amortizados, acredite-me). Contacte-me no LinkedIn!

Tweetar
Partilhar
Partilhar